www.lfapg.com.br

BEM VINDO (A) -   SUGESTÕES ESCREVA PARA  ligapg@yahoo.com.br

Sede Central - Rua Mocóca, 685 - Boqueirão - Praia Grande - Cep 11701-100

Sede Campo Magic Paula - Rua Maria Rosa Correia - Vila Antártica - Cep 11721-070

PRINCIPAL

Arbitragem Campeões Campos Clubes Diretoria Fotos T.J.D.
2016 2015 2014 2013 2012 2011 2010 2009 2008 2007 2006 2005
Filiação
Regulamentos
Formulários
Modelos Tabelas
Regras Oficiais
CBJD

TAÇAS, TROFÉUS, MEDALHAS, ETC. CLIQUE AQUI E CONHEÇA MAIS

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DESPORTIVA

 

 

 

OCORRÊNCIAS E SUSPENSÕES NA FINAL DO SUB18 DE 2012 ENTRE CAPRICHO X MP-ARAP

A CAUSA :”No sábado 01 de dezembro de 2012, no campo do Portinho em Praia Grande, na final da categoria sub18, jogavam as equipes do CAPRICHO x MP-ARAP FC, com a gravação dos jogos  pelas TVs Net Cidade e UnisantaTV, quando  por volta de 15 minutos do primeiro tempo, ocorreu uma falta contra a equipe do Arap, o jogador que fez a falta, sem nada comentar foi direto pra compor a barreira, porém o atleta do Arap FC , MIGUEL DE OLIVEIRA SERAFIM , conforme relato do árbitro da partida José Ronaldo, “, passou por mim e de forma desnecessária me chamou de “árbitrinho de merda, filho da puta, apita essa merda direito”, não gostei da atitude do referido atelta, pela total falta de respeito e de imediato, expulsei-o da partida, quando estava anotando a penalização ao atleta, o mesmo sem aviso prévio , me desferiu uma cabeçada de forma violenta, me acertando o supercílio, ferindo-me , com sangramento  ostensivo, tendo que levar pontos posteriormente; Diante dessa agressão e cumprindo a regra, dei a partida por finalizada, com essa atitude, desencadeou por parte dos atletas, diretores e torcedores do ARAP, uma revolta, culminando com a invasão de campo e muitos atletas e torcedores, tentando me agredir fisicamente; Diante de tanto descontrole fui sendo arrastado por meus companheiros , até ficar isolado no portão ao lado do campo, e mesmo assim vários atletas e torcedores me xingando e me ameaçando , inclusive de morte, pena que não consegui identificar o autor, a situação só se normalizou após a chegada da policia, quando os ânimos serenaram. Foi quando fui levado pelos policiais ao pronto socorro do Quietude, sendo medicado e levei alguns pontos no supercílio e na sequencia fui a delegacia de policia em Vila Tupi, aonde foi aberto um boletim de ocorrência , contra o referido atleta , pivô de toda confusão.”

Esse relato foi presenciado por mim, Edson Castelanno, organizador e Diretor de eventos das Categorias de Base e endosso todas as palavras do árbitro e acrescento que nesses 3 anos que organizamos um campeonato de base, é a primeira vez que ocorre, tal calamidade, com isso perdemos toda credibilidade e os referidos autores da confusão, estragaram todo um trabalho conquistado com respeito junto aos clubes e pior tudo registrado por duas televisões.

Então a equipe do MP-ARAP FC, tem 12 meses de suspensão, em todas as categorias, porque desrespeitou o Regulamento , em que todos aprovaram no inicio da competição, no dia do CONGRESSO TÉCNICO.

DISPOSIÇÕES DEFINIDAS NO CONGRESSO TÉCNICO EM COMPLEMENTO AO REGULAMENTO VIGENTE.- ARBITRAGEM E PUNIÇÕES:

- AS PUNIÇÕES DEPENDENDO DAS SITUAÇÕES:

1) AGRESSÃO DE FORMA VERBAL, PELO ATLETA OU DIRIGENTE, SUSPENÇÃO CFE. LEGISLAÇÃO DA CBJD.

2) AGRESSÃO DE FORMA FÍSICA POR UM ATLETA, O MESMO SERÁ ELIMINADO DA COMPETIÇÃO E RECEBERÁ SUSPENSÃO CFE. LEGISLAÇÃO DA CBJD.

3) AGRESSÃO DE FORMA FÍSICA POR DOIS OU MAIS ATLETAS, DIRIGENTES E TORCEDORES, OS IDENTIFICADOS, SERÃO PUNIDOS NA FORMA DA LEI (BO POLICIAL) , OS ATLETAS SERÃO ELIMINADOS E RECEBERÃO PUNIÇÕES MÁXIMAS, BASEADAS NA LEGISLAÇÃO DA CBJD, BEM COMO O CLUBE, QUE SERÁ ELIMINADO DA COMPETIÇÃO E FICARÁ SUSPENSO POR 12 MESES, NÃO PODENDO PARTICIPAR DE QUALQUER EVENTO REALIZADO PELA LIGA

 Os atletas abaixo relacionados ESTÃO SUSPENSOS POR 720 DIAS EM TODAS AS CATEGORIAS E CAMPEONATOS ORGANIZADOS PELA LFAPG:

 -  MIGUEL DE OLIVEIRA SERAFIM – Incluso no Artigo 185 - pena máxima de 720 dias (O referido atleta , deu uma cabeçada no árbitro, que culminou com o fim da partida) e não mais poderá participar dos jogos de Campeonatos organizados pela Liga de Futebol Amador de Praia Grande em todas as categorias da base ao amador , pelo período de 720 dias.

 -  WASHINGTON PEDROSO – Incluso no Artigo 185 - pena máxima de 720 dias (esse atleta agrediu com um saco, sendo identificado posteriomente, e será aberto um bo contra o mesmo), e não mais poderá participar dos jogos de Campeonatos organizados pela Liga de Futebol Amador de Praia Grande em todas as categorias da base ao amador , pelo período de 720 dias.

 CAPÍTULO VI DAS INFRAÇÕES EM GERAL - Os atletas abaixo relacionados, foram identificados e incluso no CAPÍTULO II DAS OFENSAS MORAIS: Art 187 Ofender moralmente:  I - pessoa subordinada ou vinculada à entidade desportiva, por fato ligado ao desporto;

PENA:  de 120 (cento e vinte) dias PARA OS ATLESTAS ABAIXO RELACIONADOS:

- Bruno do Nascimento Pereira ,

- Daniel de Freitas Assis ,

- Matheus Leite Santos ,

- Marlon dos Santos Gomes,

- Orlando Neves Alves,

- Roberto Vinicius Vicente Silva,

- Rodrigo Batista Ramos,

- Romulo Manuel do Carmo.

 - Os diretores da equipe, que tentaram, mas não conseguiram conter os seus atletas e torcedores, também no mesmo artigo, suspensão de 30 dias:

- Moisés de Jesus ,

- Donizetti ,

- Claudio de Jesus

 ========================================================================================

ABAIXO TODOS OS ACONTECIMENTOS E SUMULA , INCLUSIVE UM TEXTO TIRADO DO FACEBOOK DO ATLETA MIGUEL, CONFIRMANDO A AGREÇÃO E DE CERTA FORMA SE VANGLORIANDO DO SEU FEITO.

========================================================================================

RELATÓRIO DE OCORRÊNCIAS NO JOGO CAPRICHO 1x0 MP-ARAP EM 01/12/2 – PARTIDA FINAL PELA COPA NET DE FUTEBOL DE BASE, CATEGORIAS SUB18

A COMISSÃO DE ARBITRAGEM RELACIONADA PARA ESSA PARTIDA FOI:

- ARBITRO PRINCIPAL: JOSÉ RONALDO DOS SANTOS

- ÁRBITRO ASSISTENTE Nº 1: DALMIR ELOI

- ÁRBITRO ASSISTENTE Nº 2: FLAVIO FERREIRA

- MESÁRIO: EDSON CASTELANNO

 

RELATÓRIO NA VISÃO DO ÁRBTIRO DA PARTIDA JOSÉ RONALDO DOS SANTOS : “Decorriam pouco mais de 15 minutos do primeiro tempo, quando assinalei uma falta contra a equipe do Arap, o atleta com a camisa 10 – MIGUEL DE OLIVEIRA SERAFIM, passou por mim e de forma desnecessária me chamou de “árbitrinho de merda, filho da puta, apita essa merda direito”, não gostei da atitude do referido, pela falta de respeito e de imediato, expulsei-o da partida, quando estava anotando a penalização ao atleta, o mesmo sem aviso prévio , me desferiu uma cabeçada de forma violenta, me acertando o supercílio, ferindo-me , com sangramento  ostensivo, tendo que levar pontos posteriormente, diante dessa agressão e cumprindo a regra, dei a partida por finalizada, com essa atitude, desencadeou por parte dos atletas, diretores e torcedores do ARAP, uma revolta, culminando com a invasão de campo e muitos atletas e torcedores tentando me agredir fisicamente, diante de tanto descontrole fui sendo arrastado por meus companheiros , até ficar isolado no portão ao lado do campo, e mesmo assim vários atletas e torcedores me xingando e me ameaçando , inclusive de morte, o que não consegui identificar, a situação só se normalizou após a chegada da policia, quando os ânimos serenaram. Foi quando fui levado pelos policiais ao pronto socorro do Quietude, quando levei alguns pontos no supercílio e na sequencia a delegacia de policia em Vila Tupi, aonde foi aberto um boletim de ocorrência , contra o referido atleta , pivô de toda confusão.

RELATÓRIO NA VISÃO DO ÁRBITRO ASSISTENTE Nº 1 DALMIR ELOI : “A partida transcorria normal, mas após a marcação de uma falta, contra a equipe do ARAP, o atleta de nº 10 – MIGUEL DE OLIVEIRA SERAFIM , recebeu o cartão vermelho, insatisfeito com a punição, desferiu uma cabeçada contra o árbitro da partida, abrindo o supercílio do mesmo, que sangrou bastante, diante dessa situação o árbitro optou por dar a partida por encerrada, desclassificando a equipe do ARAP , como manda o regulamento, em função disso, uma grande revolta ocorreu com os presentes, principalmente jogadores e torcedores da equipe do ARAP, que correram pra cima do árbitro, a maioria tentando agredi-lo, consegui me interpor entre eles e segurar em parte os revoltosos, com a ajuda de parte da equipe do Capricho , dirigentes do Magic Paula e dirigentes de outras equipes, com isso conseguimos isolar o árbitro atrás dos portões que dá acesso ao mangue ao lado do campo. A situação ainda permanecia critica com alguns torcedores “ameaçando” agredir fisicamente o árbitro da partida, a situação só se acalmou, quando da chegada dos carros da policia.

RELATÓRIO NA VISÃO DO ÁRBITRO ASSISTENTE Nº 2 FLAVIO FERREIRA : “Vi o atleta  de nº 10 – MIGUEL DE OLIVEIRA SERAFIM, desferir a cabeçada no árbitro, após ser expulso do jogo, com isso o jogo foi dado por encerrado pelo árbitro principal, o que ocasionou a invasão do campo por atletas , diretores e torcedores da equipe do ARAP, com o claro intuito de agredir o árbitro, vi também o atleta WASHINGTON PEDROSO , de forma covarde, desferindo um soco pelas costas do árbitro, que acertou sua nuca, não posso de deixar de relatar que o centro-avante, beque central e meio campista do ARAP, tentaram e conseguiram segurar , vários atletas e torcedores de sua equipe, amenizando um pouco a grande confusão estabelecida, pelo gesto impensado do atleta do ARAP, a situação só teve sua normalização, após a chegada da policia.

RELATÓRIO NA VISÃO DO MESÁRIO EDSON CASTELANNO: Em um lance claro de falta marcado pelo árbitro RONALDO, contra a equipe do MP-ARAP, o atleta com a camisa 10 – MIGUEL DE OLIVEIRA SERAFIM, passou pelo árbitro e disse algo fora do normal ao mesmo, porque o atleta recebeu o cartão VERMELHO de imediato, o que gerou uma reação imediata do atleta, desferindo covardemente uma CABEÇADA , que acertou o supercílio do árbitro, ferindo o que sangrou bastante, diante disso, o árbitro virou para a mesa e encerrou a partida, como consta do regulamento, diante disso, diretores, jogadores e torcida da equipe do MP-ARAP, invadiram o campo, com a clara intenção de agredir ainda mais o árbitro da partida, sendo impedidos , por alguns diretores do próprio Arap e da equipe do Capricho, além da comissão de arbitragem e de pessoas presentes ao evento, porém o atleta com a camisa de nº 19 do ARAP, de nome WASHINGTON PEDROSO, conseguiu o seu intento e após três tentativas de agressão e de forma traiçoeira, conseguiu seu intento, a confusão estabeleceu-se de forma geral, tendo que o árbitro, que  ficar isolado no portão de acesso ao campo, e com ameaças veladas por vários altetas e torcedores da equipe do Arap, a situação só se normalizou com a presença da policia, ai todos os valentes, sumiram de vista.

========================================================================================

DISPOSIÇÕES DEFINIDAS NO CONGRESSO TÉCNICO EM COMPLEMENTO AO REGULAMENTO VIGENTE NA COPA NET 2012.

- ARBITRAGEM E PUNIÇÕES:

- AS PUNIÇÕES DEPENDENDO DAS SITUAÇÕES:

1) AGRESSÃO DE FORMA VERBAL, PELO ATLETA OU DIRIGENTE, SUSPENÇÃO CFE. LEGISLAÇÃO DA CBJD.

2) AGRESSÃO DE FORMA FÍSICA POR UM ATLETA, O MESMO SERÁ ELIMINADO DA COMPETIÇÃO E RECEBERÁ SUSPENSÃO CFE. LEGISLAÇÃO DA CBJD.

PUNIÇÕES REQUERIDAS PARA A EQUIPE DO ARAP FC. SUSPENSÃO POR 12 MESES

3) AGRESSÃO DE FORMA FÍSICA POR DOIS OU MAIS ATLETAS, DIRIGENTES E TORCEDORES, OS IDENTIFICADOS, SERÃO PUNIDOS NA FORMA DA LEI (BO POLICIAL) , OS ATLETAS SERÃO ELIMINADOS E RECEBERÃO PUNIÇÕES MÁXIMAS, BASEADAS NA LEGISLAÇÃO DA CBJD, BEM COMO O CLUBE, QUE SERÁ ELIMINADO DA COMPETIÇÃO E FICARÁ SUSPENSO POR 12 MESES, NÃO PODENDO PARTICIPAR DE QUALQUER EVENTO REALIZADO PELA LIGA

PUNIÇÃO REQUERIDA PARA OS ATLETAS E DIRIGENTES DA EQUIPE DO ARAP FC.

-  MIGUEL DE OLIVEIRA SERAFIM – Artigo 185 - pena máxima de 720 dias

-  WASHINGTON PEDROSO – Artigo 185 - pena máxima de 720 dias

* Não mais poderão participar dos jogos da Copa Net pelo período de 720 dias.

* Não poderão participar durante o ano de 2013 , em campeonatos organizado pela LFAPG, em todas as categorias.

 

TÍTULO VII - DAS INFRAÇÕES DAS PESSOAS - CAPÍTULO I DAS OFENSAS FÍSICAS

- Os atletas abaixo relacionados, foram identificados com a tentativa de agressão:

Bruno do Nascimento Pereira

33172736

-

-

-

-

-

-

-

-

-

-

-

-

E

-

-

Daniel de Freitas Assis

443322107

-

-

-

-

-

-

-

-

-

-

-

-

E

-

03

Matheus Leite Santos

49067961-4

-

-

-

-

-

-

-

-

-

-

-

-

E

-

18

Marlon dos Santos Gomes

499918366

-

-

 

-

-

-

-

-

-

-

-

-

E

-

-

Orlando Neves Alves

427104810

-

 

 

 

S

S

 

 

 

S

S

1

-

-

-

-

E

01

-

Roberto Vinicius Vicente Silva

525842573

-

 

-

 

-

 

1

S

1

 

 

 

1

-

E

03

-

Rodrigo Batista Ramos

49697053-7

-

-

-

-

-

-

-

-

-

-

-

-

E

-

-

Romulo Manuel do Carmo

423726122

 

1

1

4

-

-

-

-

1

-

1

1

E

09

-

Moisés de Jesus - 37815543

Tecnico

Os diretores em questão, tentaram e não conseguiram

Controlar a sua equipe, por isso, devem ser punidos

Também..

Donizetti

Aux.Técnico

Claudio de Jesus - 37815543

Diretor

 

Art 185 Praticar agressão física, por fato ligado ao desporto:

I – contra pessoa vinculada ao Conselho Nacional de Esporte e à Justiça Desportiva;

PENA: suspensão de 1 (um) a 2 (dois) anos.

II – contra árbitro ou auxiliar ou contra pessoa vinculada à entidade de administração do desporto ou de prática desportiva;

PENA: suspensão de 120 (cento e vinte) a 720 (setecentos e vinte) dias.

Art 253 Praticar agressão física contra o árbitro ou seus auxiliares, ou contra qualquer outro participante do evento desportivo.

PENA: suspensão de 120 (cento e vinte) a 540 (quinhentos e quarenta) dias.

§ 1º Se da agressão resultar lesão corporal grave, a pena será de suspensão de 240 (duzentos e quarenta) a 720 (setecentos e vinte) dias.

Art 171 A suspensão por partida será cumprida na mesma competição, torneio ou campeonato em que se verificou a infração.

§1º Quando a suspensão não puder ser cumprida na mesma competição, campeonato ou torneio, o Tribunal poderá determinar seu cumprimento em outra competição, campeonato ou torneio realizado pela mesma entidade de administração ou na forma de medida de interesse social.

ATLETA AMEAÇA FAZER TUDO DE NOVO PELAS REDES SOCIAS:  

 

 para imprimir no formato word clique aqui

 

voltar

 
 
IN-MEMORIAM

A LIGA DE FUTEBOL AMADOR DE PRAIA GRANDE, TEM O APOIO DA PREFEITURA MUNICPAL

ECOVIAS cameras tráfego
CONDIÇÕES DAS PRAIAS

COSTA DA MATA ATLANTICA

GUIA DE RUAS E CEPS

CONDIÇÕES DAS ONDAS

 

criação e adm em   www.5c.com.br  - email   -   ligapg@yahoo.com.br